Fingir orgasmos

Fingir orgasmos

Porque se finge o orgasmo? Como evitar?

Quando se fala em orgasmos ainda há muitos mistérios e incógnitas sobre este “fenómeno”. Contudo é sabido que é prática comum algumas mulheres fingirem o orgasmo.

Isto acontece por variadas razões, vamos perceber o porquê de fingir o orgasmo e como evitá-lo.

Segundo várias pesquisas realizadas sobre fingir orgasmos, as percentagens de mulheres heterossexuais que afirmam já ter fingido o orgasmo pelo menos uma vez na vida são alarmantes: 60 a 80% referem que já fingiram o orgasmo pelas mais variadas razões. Acima de tudo, uma grande percentagem dessas mulheres refere ser uma prática recorrente.

Para evitar fingir orgasmos é muito importante a comunicação. Simultaneamente, conhecer bem o seu corpo, e é sempre bom ter uma ajudinha à mão, seja um vibradorestimulador ou um bom gel estimulante

Mas afinal, porque é que as mulheres fingem o orgasmo?

A sociedade em que vivemos tem vindo a mudar, mas ainda há um longo caminho a percorrer. As mulheres foram sempre ensinadas que precisam de agradar ao seu parceiro, seja em que área da sua vida, e isso, é refletido no sexo.

Existem vários motivos para uma mulher fingir o orgasmo, aqui estão os mais referidos pelas mesmas:

Medo de desagradar o parceiro – muitas mulheres não querem que o parceiro se sinta mal por ela não ter conseguido atingir o orgasmo. É compreensível não querer magoar a pessoa de quem se gosta, mas se estiver sempre a fingir, o parceiro achará que está satisfeita com a sua vida sexual e não há espaço para melhorias.

Baixa autoestima – uma das razões mais referidas. Muitas mulheres sentem-se inseguras consigo mesmas e com o seu corpo, então querem ser consideradas “boas na cama”. Por isso, desenvolvem este mecanismo de fingir o orgasmo para que o seu parceiro sexual se sinta mais satisfeito com a sua “performance”.

Desejo que o sexo termine – quando a mulher sente que não vai conseguir atingir o orgasmo. De seguida, sua mente começa a divagar, começa a sentir pressão para atingir o orgasmo, a sua excitação termina e deseja que o sexo termine. Assim, como felizmente a maioria dos homens tem interesse em ver a sua parceira a atingir o clímax, a mulher opta por fingir o orgasmo para que o sexo termine mais rápido.

Monotonia – quando existe um relacionamento longo é normal que alguma monotonia se instale nas relações. Contudo, para algumas mulheres o sexo é visto como uma “obrigação” e por isso fingem o orgasmo para que o sexo termine mais rapidamente.

Não saber o que lhe dá mais prazer – é um facto provado que a maioria das mulheres não atinge o orgasmo apenas por penetração vaginal. É muito importante a exploração do próprio corpo. Nesse sentido, é importante o seu autoconhecimento para perceber quais os pontos do corpo que potenciam o orgasmo e conseguir comunicar ao parceiro quais são.

Cada mulher é diferente, isso já se sabe. Mas então, porquê que há uma comparação constante com outras mulheres?

Cada corpo é diferente, cada orgasmo é diferente. Por isso, não sinta pressão para atingir uma meta.

O sexo não é só atingir o clímax, é a experiência e a conexão. É importante referir que nem sempre é possível atingir o orgasmo, e está tudo bem com isso.

Existem várias razões pelas quais não é possível atingir o orgasmo, seja ela a falta de estimulação no ponto certo, o stress e o cansaço do dia-a-dia. Por outro lado, o próprio ciclo menstrual, alguns medicamentos e muito mais podem dificultar o orgasmo.

O importante é saber que há solução, que não se deve sentir mal se não conseguir atingir o orgasmo.

Como parar de fingir orgasmos?

Um dos passos mais importantes passa pela masturbação feminina. É essencial conhecer o seu corpo, perceber quais os seus pontos mais prazerosos e aproveitar sozinha. Se não conhecer bem o seu corpo e o seu orgasmo, como espera que a outra pessoa o faça?

Sugerimos os nossos maravilhosos vibradoressugadores de clitóris que lhe irão provocar sensações incríveis. Ficará a conhecer-se muito melhor e vai ver que os orgasmos no ato sexual serão muito mais fáceis de atingir. Aprenda mais sobre o prazer feminino aqui.

Estudos referem que é notório que quando uma mulher está mais à vontade com a sua sexualidade e com o autoconhecimento do seu prazer, assumem ter mais voz no que diz respeito ao sexo com o parceiro e não têm tendência para fingir o orgasmo.

Comunicar com o parceiro de forma leve e descontraída sobre aquilo que gosta e não gosta, é também de extrema importância. 

Aprenda a conversar sobre o sexo sem tabus, escolha o local ideal e fale do que gostava de fazer. Não deve ser falado mesmo antes de praticar o ato sexual. O ideal é falar com tempo, por exemplo num jantar romântico, sem acusações e sem cobrar nada. Então, comece a conversa com elogios, com as coisas que adora que ele faça. Quanto mais o parceiro se sentir seguro e com a autoestima elevada, melhor vai ser recebida a mensagem.

Se não se sentir confortável em falar, na cama dê dicas não verbais, deixe que o seu corpo fale. Seja através de gemidos, conduzir as mãos do parceiro ou mudar de posições sexuais. Tudo ajuda o seu parceiro a ser orientado para o que pretende. Até porque, ninguém lê pensamentos, não é?

Experimentar coisas novas. O fugir da rotina e reinventar-se no sexo é algo que deve ser feito com frequência. Quebrar a monotonia com surpresas românticas, utilizando velas e óleos especiais, sugerir jogos eróticos ou até mesmo praticar experiências que nunca experimentaram antes como sexo anal ou BDSM.

O uso de brinquedos sexuais é também muito recomendado. Uma vez que, a maioria das mulheres não atinge o orgasmo apenas por penetração vaginal, a estimulação do clitóris vai ajudar a conseguir atingi-lo, múltiplos até. Mais uma vez, a comunicação é muito importante. Opte por falar abertamente com o seu parceiro sobre o uso de brinquedos. Podem ser brinquedos próprios para casal, que vão mudar a sua experiência sexual. 

Nunca mais precisará de fingir orgasmos, vai sentir-se muito mais realizada e feliz.

Sendo sexo casual, ou de uma noite, é mais difícil de comunicar o que gosta, por isso faça-o através da comunicação não verbal, não tenha medo de se expressar. Ao fingir o orgasmo não está a fazer nenhum favor ao parceiro, assim ele não saberá que é possível melhorar alguns aspetos no sexo, e estará a perpetuar a insatisfação sexual.

Uma relação sexual é muito mais que o orgasmo, é a partilha do toque, do prazer. Assim, é possível uma mulher sentir-se física e emocionalmente satisfeita, mesmo sem chegar a atingir o orgasmo. 

A comunicação entre o casal e a descoberta do seu próprio corpo, são a chave para parar de fingir orgasmos e ter uma vida sexual mais feliz e prazerosa!

Veja muito mais em tocx.pt

Todos os comentários

Deixe uma resposta

Produto adicionado à comparaçao